domingo, 31 de julho de 2011 | By: administrador

Teia de blogs



Bom depois de tanto tempo sem dar noticias esta aqui mais um teia de blogs e agora com o blogueiro Jose de assis freitas filho, confiram!:


Entrevistador: qual e o nome do seu blog?

Jose: O blog é o mileumpoemas.blogspot.com

Entrevistador: quando foi criado?

Jose: Teve início no dia 13 de outubro 2009.

Entrevistador: o que se trata?

Jose: É um blog projeto para ser preenchido com a escritura de 1001 poemas.

Entrevistador: Qual foi a intenção de criá-lo?

Jose: Repetir a saga das mil e uma noites em poesia. Principalmente pela idéia de circularidade que representa esse número. A ideia de infinito e poder burlar a lógica do tempo.

Entrevistador: Esperava fazer tanto sucesso em seu blog?

Jose: Gosto de ser lido, aliás, é o que almeja todo escritor. Se há essa fluência de público então considero positivo o trabalho.

Entrevistador: qual é a frequência de postagens que voce faz?

Jose: O blog é alimentado diariamente.

Entrevistador: tem outros blogs ou só esse?

Jose: Como já disse esse é um blog projeto com data limite, o minha home page oficial é arvoredapoesia.blogspot.com

Entrevistador: como é administrar mais de um blog?

Jose: O grande problema não é administrar, é produzir conteúdo para alimentar os dois blogs. Principalmente porque o Mileumpoemas requer postagem diária.

Entrevistador: De onde vem as inspiraçoes para postar tantas poesias?

Jose: Vem dos mais variados momentos que se insurgem como alumbramentos, pode ser uma imagem, uma palavra, um gesto desavisado. A poesia está sempre presente no cotidiano, mas é preciso ter olhos e sentidos atentos para captá-la

Entrevistador: Você teve algo ou alguem que lhe influenciou a fazer esse projeto?

Jose: A própria narrativa das Mil uma noites. A ideia inicial era de que cada poema fosse alimentado do seu anterior e assim sucessivamente. Pensei em aproveitar o último verso de cada poema para iniciar o seguinte. Como uma colcha de retalhos em que cada fragmento fosse se incorporando e formando a totalidade

Entrevistador: fale nos um pouco mais do arvoredapoesia.blogspot.com seu outro blog.

Jose: Esse blog na verdade é o início das minhas atividades na blogosfera. Ele teve uma versão em outro provedor e foi apagado. Depois eu o recuperei no blogspot. Neste espaço eu publico poesia e prosa esporadicamente. O Mileumpoemas é um blog projeto com data limite.

Entrevistador: quando as postagens do mil e um poemas acabar o que vai ser dele?

Jose: Deve permanecer por algum tempo, não sei ao certo, com o arquivo das postagens. As pessoas podem revisitar alguns poemas e deixam suas impressões. Acho fundamental a interatividade que o blog permite. Ao contrário da publicação tradicional em que o contato entre autor e leitor é muito vago.

Entrevistador: quais sao suas intençoes futuras na blogosfera?

Jose: Eu pretendo continuar postando no blog arvore da poesia. E é claro me comunicando com as pessoas a quem tenho carinho e que me permitiram o respaldo para empreender esta jornada.

Entrevistador: Você posta outro tipo de coisas em seus blogs alem de poemas?

Jose: Sim, na árvore da poesia eu publico também narrativa. Aliás é como escritor de narrativas curta que eu tenho dois livros publicados: "O Ulisses no supermercado" e "O mapa da cidade". O primeiro fruto de um prêmio literário na minha cidade. E o segundo em edição experimental feito artesanalmente com uma tiragem limitada de exemplares.
Entrevistador: Quem voce gostaria de indicar para proxima entrevista?

Jose: Eu indicaria a Lara Amaral que tem blog no seguinte endereço: http://laramaral-teatrodavida.blogspot.com/

4 comentários:

Bípede Falante disse...

Assis, eu não posso acreditar que depois de tanto tempo lendo o Mil e um Poemas, eu só tenha me dado conta hoje que eu não visito a sua árvore feita de poesias. Estou a me sentir uma semente seca diante da minha cegueira. Vou lá desfrutar dos seus galhos e dessa sua outra sombra. Adorei a entrevista :)
Beijosss

Bípede Falante disse...

E esse blog aqui que eu não fazia ideia que existia? A gente não sabe mesmo de nada. Eu não sei :) Ou melhor, não sabia, porque agora vou seguir!

MIRZE disse...

Sr. Entrevistador!

Considero José Assis de Freitas como um poeta de nosso tempo. Poemas inteligentes e sucintos,que não apenas intelectuais podem compreender. Ele usa a linguagem dos deuses, mas em segundos captamos o núcleo poético. Não se tem mais tempo para ficar olhando dicionário e enveredando por palavras que muitas vezes foge à razão, durante a leitura.
Considero Assis um poeta atual e coerente.

Parabéns, a ambos.

Beijos

Mirze

Janice Adja disse...

Parabéns!
Você é muito criativo.

Postar um comentário